sexta-feira, 13 de junho de 2014

Eguns

Achei perfeito essa definição.
Baba Eguns ou espíritos obsessor não é uma entidade, são almas de pessoas, que desencarnaram e não tem conhecimento que morreu ou não aceitam a morte . Isso ocorre porque não se terão conta que morreu, por estarem cheios de ódio, por que querem vingar das pessoas que o fizeram mal, por estarem presos ainda aos prazeres e vícios mundanos ou ate mesmo por amar muito uma pessoa e não querer ficar longe delas ou outro sentimento. Os egunos que vagam por não ter não conhecimento que faleceu, são pessoas que morreram de forma inesperada num acidente, num assassinado, doenças fatais ou prematuramente. Eles ainda têm marcas do que lhe levaram a morte e vagam sem rumo e destino ate achar alguém que lhe diga o que ouve com eles e para onde devem ir. Quanto mais tempo ficam vagando mais deterioram suas almas adquirindo muitas vezes formas muito feia.Qualquer eguno que sabe que desencarnou e não aceita deve se ter cuidado com eles, pois podem desde parasitar uma pessoa ate mesmo mata-la e para cada caso de possui um comportamento, mas todos eles precisam se alimentar da nossa energia para não se decomporem e deteriorarem suas almas.Os que não aceitam a morte por ainda estar preso ao vicio ou desejos carnais, normalmente perseguem pessoas que tem o mesmo vicio ou desejo que ele tinha. Para assim poder sentir novamente aquela sensação que sentia quanto estava vivo, parasitando dessa forma o individuo. Podem ocorrer casos em que ele leva a pessoa numa dependência e vicio doentio extremo, sem uma explicação cabível para qualquer ser humano. Um exemplo disso são alguns viciados em drogas ou alcoólatras que mesmo com tratamento não se libertam, pois estão sendo obsediados por esses egunos. Muitos podem ate induzir a pessoa a cometer crimes, ter comportamento agressivo, viciá-las em drogas; bebidas e cigarro ou ate mesmo levá-la a morte ou a loucura.Aqueles que não aceitam a morte por estar preso a algum motivo emocional ou físico normalmente ficam vagando sem rumo sugando energia, ou ficam atrás daquilo que os faz ainda querer ficar estar “vivo”. Normalmente não fazem mal conscientemente, mas a presença desses num ambiente pode gerar desequilíbrio no meio de vida da pessoa.como por exemplo a pessoa não conseguir progredir na vida, relacionamentos instáveis entre muitos outros.Já aqueles que não aceita a morte por querer vingança são os que se deve ter mais cuidado, pois faz mal a pessoa que ele obsedia por querer, pois o desejo dele é somente esse, fazer o mal, pois acha que isso é o justo a ser feito. Eles acham que foram lesados em vida e agora querem justiça e procuram fazer isso podem ate mandar, induzindo a pessoa que ele obsedia a suicídio. São obsessores cruéis sem o menor sentimento a não ser o ódio. São essas entidades que parasitam o ser humano sugando suas energias as deixando fracas e deprimidas, fazem isso com objetivo de não se decomporem espiritualmente e obter energia para continuar a vagar e na maioria das vezes só sabem fazer o mal. Eles também pode perseguir outros espíritos movidos por ódio, ganância e vingança. São verdadeiros parasitas do mundo espiritual.Muitas vezes o eguno gosta de se passar por um anjo negro ou demônio. Uma das formas de diferencia-lo é através do comportamento ou energia, pois anjos negros e demônios não são vingativos e malvados só fazem mal a alguém quanto um ser humano lhe paga para fazer mal a uma pessoa e o eguno faz mal a uma pessoa pelo prazer de fazer mal. O anjo ou demônio transmite segurança e o eguno insegurança, os anjos negros e demônios são estáveis e sabem de tudo que nos ocorre e os egunos instáveis, indisciplinado e não sabe nada de nos.A presença de um eguno no ambiente causa instabilidade e deve-se fazer limpeza ou orienta-lo a sair do seu lar.

quinta-feira, 20 de março de 2014

De volta!



Sim estamos de volta! E em breve a Tenda também!
Estamos utilizando esse espaço da melhor forma possível, para melhor absorvermos um bem estar!

Existem temas formidáveis a serem esclarecidos e ditos.

Qual sentido da vida?

Essa é uma pergunta comum, quando a vida de uma pessoa esta sobrecarregada, deprimida ou triste. Porém, são relevantes.

Não podemos esquecer que ao estarmos felizes e plenos, essas questões não são presentes.
Somos resultado de um grande mistério. E quando estamos próximos a percepção de nossa mortalidade um grande "vazio" aparece.
Não podemos esquecer da liberdade que temos na nossa vida de escolher o "projeto" que pretendemos viver como base.
Somos filhos do incerto, e isso é bom, pois não existe regra básica de como viver esse Mundo. Somos livres para viver e acatar as regras que escolhemos. Nos ocuparmos com consumismo, ocupando tempo, sem lazer e descanso, assim "fugimos" do verdadeiro sentido da existência.
Não ter condições de responder o sentido de nossas  vidas é maravilhoso, pois cada um tem a liberdade de criar e escolher o sentido que lhe trás maior conforto nessa verdade.
Sermos de Umbanda, não significa que somos a escolha certa, e sim que somos UMA escolha, UM grupo afim que escolheu esse tema (que não se particulariza somente no nome Umbanda, e sim na individualidade de cada grupo) para dar sentido a vida.
O mais importante ao escolher o sentido da sua vida é levar em conta, unica e exclusivamente: SEU CORAÇÃO! Pois é o único que realmente sabe (sem a interferência da mente) o que lhe faz sentir-se bem, a pondo da duvida sobre o sentido de sua vida, não ser mais o tema principal.

Grata! Beijo no coração!
Gabriela Zequini

Tenda Baiano Tião e Pai Benedito de Aruanda