quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

2013 ano de Obaluaiê

Ano regido por Obaluaiê 
                             
                                   

Obaluâe é o Orixá da morte, representando a passagem da vida para a morte. No entanto, isto não indica um período de tragédias, mas sim repleto de mudanças e transformações, seja elas positivas ou negativas. Outro lado importante de Obaluâe é o materialismo, o que faz de 2013 um período propício para investir na carreira e ter avanços em sua vida profissional. Por outro lado, Obaluâe tem uma personalidade severa e insensível, podendo não ser simpático às nossas expectativas e esperanças.

Também é bom lembrar que no seu lado positivo, Obaluâe é consolidador dos projetos e representa o nosso lado mais realizador e empenhado em construir algo de sólido em nossa vida. Ele tem um papel importante também em tudo o que diz respeito à nossa vida profissional, à nossa carreira e ao espaço que ocupamos na sociedade com nossa atividade e nosso trabalho. E o tempo (“cronos”, o nome grego de Saturno), é um fator fundamental na maturação de tudo o que esperamos na vida, portanto a paciência e a perseverança também são elementos indispensáveis para podermos extrair o melhor que Obaluâe pode nos oferecer.

Obaluâe por ser o senhor da transformação mostrará que a terra precisa transformar, e como consequência nós homens estaremos mais suscetíveis a essas transformações principalmente climáticas e telúricas (terremotos). Há um índice alto também de erupções vulcânicas para o segundo bimestre do Ano de 2013.

Lenda:
Obaluaiê é conhecido também como Omulu. Segundo Pierre Verger, Obaluaiê significa "Rei Dono da Terra" e Omulu significa "Filho do Senhor". Obaluaiê é considerado o deus da varíola e das doenças contagiosas.

Obaluaiê e Nanã Buruquê são freqüentemente confundidos em certos locais da África. Em algumas lendas fala‑se a respeito da disputa de Obaluaiê e Nanã Buruquê contra Ogum. Verger considera essa disputa de divindades como o choque de religiões pertencentes a civilizações diferentes, sucessivamente instaladas num mesmo lugar e datando de períodos respectivamente anteriores e posteriores à Idade do Ferro. Muitas são as lendas sobre Obaluaiê. Transcreveremos aqui, duas delas narradas por Verger em sua obra "Orixás".
A primeira lenda diz o seguinte:

Obaluaiê era originário de Empé (Tapá) e havia levado seus guerreiros em expedição aos quatro cantos da Terra. Uma ferida feita por suas flechas tornava as pessoas cegas, surdas ou mancas. Obaluaiê chegou assim ao Território Mahi no norte do Daomé, batendo e dizimando seus inimigos, e pôs‑se a massacrar e a destruir tudo o que encontrava à sua frente. Os mahis, porém, tendo consultado um babalaô, aprenderam como acalmar Obaluaiê com oferendas de pipocas. Assim, tranqüilizado pelas atenções recebidas, Obaluaiê mandou‑os construir um palácio onde ele passaria a morar, não mais voltando ao país Empê. O Mahi prosperou e tudo se acalmou.

A segunda lenda é originária de Dassa Zumê e diz o seguinte:

Um caçador Molusi (iniciado de Omulu) viu passar no mato um antílope. Tentou matá‑lo, mas o animal levantou uma de suas patas dianteiras e anoiteceu em pleno dia. Pouco depois, a claridade voltou e o caçador viu‑se na presença de um Aroni, que declarou ter intenção de dar‑lhe um talismã poderoso para que ele colocasse sob um montículo de terra que deveria ser erguido defronte de sua casa. Deu-lhe também um apito, com o qual poderia chamá‑lo em caso de necessidade. Sete dias depois, uma epidemia de varíola começou a assolar a região. O Molusi voltou à floresta e soprou o apito. Aroni apareceu e disse‑lhe que aquilo era o poder de Obaluaiê e que era preciso construir para ele um templo e todo mundo deveria, doravante, obedecer ao Molusi. Foi assim que Obaluaiê (chamado de Sapata pelos fon) instalou‑se em Pingini Vedji.

Sincretismo: São Lázaro

Características de Obaluaê

Metal: chumbo

Erva: eucalipto

Flores: dálias escuras

Datas Comemorativas: 17 de dezembro (São Lázaro) e 2 de novembro (finados)

Saudações: Atôtô Obaluaê!

Cores: Preto e Branco

quinta-feira, 4 de outubro de 2012

Um Aprendizado

As posturas divergentes vistas nos terreiros de umbanda variam de acordo com a linha do Pai ou Mãe da casa, assim como as entidades que os mesmos recebem.

Muitas vezes esses dirigentes de casa são vistos como autoritários ou negligentes. Tive a oportunidade de conhecer esses dois tipos de casa. E percebi que ambas reclamações com relação á postura existiam, quando um pai e mãe são autoritários escutamos que ele "se acha", que "humilha", que "se acha Deus". Quando vemos pais que dão a corda para ver onde isso vai parar, escutamos que ele "faz vista grossa" ou que "é acomodado".

Realmente, podemos ver que nunca a postura de um pai ou mãe irá agradar 100% á todos, mas muitas vezes os pais e mães que não falam nada no momento do ocorrido, não significa que não vai ser dito nada. Sim, existe o gosto de todos em ver "colocar a pessoa no lugar". 

Presenciei mais de 5 casos de pessoas que eram á favor de falar e "colocar a pessoa em seu lugar", mas quando isso ocorreu á essa pessoa, a Babá da casa era "arrogante" e "prepotente". Sinceramente: Hilário!

A prendi na Federação Umbandista do Grande ABC, aos trancos o porque os dirigentes da casa não saiam vendo quem ta certo e errado, quem "mistifica" e quem faz show. Hoje compreendo completamente e perfeitamente, que todos os médiuns que tomam essa postura "errada", acabam tomando outro rumo, ao natural, pois se torna "fora de contexto".

Muitas vezes, se nos prendermos á agradar um ou ao outro, não conseguiremos é nada. Se sempre nos mostrar-mos fortes, nunca verão a natureza humana presente. Como uma sala de aula, como um meio social, como um grupo, se não perceberem que cada um tem que fazer sua parte, nada funciona. E como a função de mãe, pai ou dirigente de terreiro é desenvolver a espiritualidade e auxiliar á quem procura ajuda, cabe ao administrativo de cada um saber se colocar.Pois infelizmente, aos olhos dos homens a lei divina é confusa e não é imediata, mas funciona.

Obrigada á Babá Dirce e Pai Ronaldo Linares, pelo aprendizado silencioso. 



segunda-feira, 1 de outubro de 2012

Festa de Cosme e Damião 2012.

Festa Linda! Obrigado a todos pela força e pela festa que fizemos aos Eres e Cosme e Damião.
Que Oxalá ilumine e proteja a todos.









terça-feira, 11 de setembro de 2012

30 de Setembro dia de Xangô


Xangô é o orixá da justiça e da sabedoria. É sincretizado com São JerônimoSão PedroSão João Batista, representa a justiça e tem as pedreiras como símbolo natural. Possui um machado de duas faces que simboliza tanto a proteção quanto a punição a seus filhos quando cometem injustiças. Outro símbolo é a estrela de 6 pontas que é em si o poder equilibrador do universo.

[editar]História

Quando Deus criou os Estados exteriores da criação, o primeiro foi o vazio (Exu), o segundo estado foi o espaço em si mesmo (Oxalá) e o terceiro Estado da criação exterior foi o equilíbrio de tudo e de todos (Xangô). Como em Olorum, não se pode dizer quem foi o primeiro a ser exteriorizado, os umbandistas preferem amá-los e ponto final.
Tudo trata-se de ângulos de visões religiosas, pois o poder de Olorum que equilibra todo o universo que faz par com o estado purificador (Kali-yê), é chamado de Xangô na religião umbandista, ou seja, na Umbanda não se adora como um deus com características humanas, mas sim como o poder equilibrador de Olorum manifestado em seu exterior.
  • Cor: marrom e vermelho
  • Saudação: Kao-kabecile
Segue abaixo indicações de livros que abordam os Orixás na Umbanda como os poderes exteriorizados de Olorum e não como deuses cruéis e sanguinários e as vezes bondosos com quem lhes servem corretamente. Tais livros ensinam como cultuá-los amando-os e sabendo que os poderes de Olorum estão a disposição de toda a humanidade necessitada de luz, pois manifestam-se verticalmente e horizontalmente nos três lados da criação (Lado Divino, Lado Natural e Lado espiritual).

27 de setembro dia de Cosme e Damião


Os gêmeos árabes Cosme e Damião eram filhos de uma nobre família de cristãos. Nasceram por volta do ano 260 d.C., na região da Arábia e viveram na Ásia Menor, no Oriente. Desde muito jovens, ambos manifestaram um enorme talento para a medicina, profissão a qual se dedicaram após estudarem e diplomarem-se na Síria.

Tornaram-se profissionais muito competentes e dignos, e foram trabalhar como médicos e missionários na Egéia.
Amavam a Cristo com todo o fervor de suas almas, e decidiram atrair pessoas ao Senhor através de seu serviço. Por isso, não cobravam pelas consultas e atendimentos que prestavam, e por esse motivo eram chamados de "anárgiros", ou seja, “aqueles que são inimigos do dinheiro / que não são comprados por dinheiro". A riqueza que almejavam era fazer de sua arte médica também o seu apostolado, para a conversão dos perdidos, o que, a cada dia, conseguiam mais e mais. Seus corações ardiam por ganhar vidas, e nisto se envolveram através da prática da medicina. Inspirados pelo Espírito Santo, usavam a fé aliada aos conhecimentos científicos. Confiando sempre no poder da oração, operaram verdadeiros milagres, pois em Nome de JESUS curaram muitos doentes, vários destes à beira da morte.
Também preocupavam-se em curar animais, pois sabiam que “toda a criação aguarda, com ardente expectativa, pela manifestação da glória de Deus em Seus filhos” (Romanos 8.18:19).
Manifestaram Autoridade do Alto, pregando o Evangelho com sinais e prodígios. Sua linguagem e sua pregação “não consistiram em palavras persuasivas de sabedoria, mas em demonstração do Espírito de Poder” (ICo 2.4). Desta forma, conseguiram plantar a semente da salvação em muitos corações, colhendo inúmeras conversões a JESUS. Cosme e Damião possuíam uma revelação clara do chamado que tinham como ministros do Evangelho, chamado que cumpriam no cotidiano da rotina profissional, ministrando Cristo através de seu trabalho.
Porém, as atividades cristãs dos médicos gêmeos chamaram a atenção das autoridades locais da época, quando o Imperador romanoDiocleciano autorizou a perseguição aos cristãos, por volta do ano 300. Diocleciano odiava os cristãos porque eles eram fiéis a Jesus Cristo e não adoravam ídolos e esculturas consideradas sagradas pelo Império Romano.

Por pregarem o cristianismo, Cosme e Damião foram presos, levados a tribunal e acusados de se entregarem à prática de feitiçarias e de usar meios diabólicos para disfarçar as curas que realizavam. Ao serem questionados quanto as suas atividades, eles responderam: "Nós curamos as doenças em nome de Jesus Cristo, pela força do Seu poder".
Eles conheceram os princípios da fé cristã quando ainda eram crianças, e por isso recusaram-se a adorar os deuses pagãos, apesar das ameaças de serem duramente castigados. Ante o governador Lísias, ousaram declarar que aqueles falsos deuses não tinham poder algum sobre eles, e que só adorariam o Deus Único, Criador do Céu e da Terra. Mantiveram a Palavra do testemunho de Cristo, impressionando a todos por seu Amor e sua entrega a JESUS.
Não renunciaram aos princípios de Deus, e sofreram terríveis torturas por isso. Mas mesmo torturados, não abalaram sua convicção e jamais negaram a fé. Em 303, o Imperador decretou que fossem condenados à morte na Egéia. Os dois irmãos foram colocados no paredão para que quatro soldados os atravessassem com setas, mas eles resistiram às pedradas e flechadas. Os militares foram obrigados a recorrer à espada para a decapitação, honra reservada só aos cidadãos romanos. E assim, Cosme e Damião foram martirizados.
Cem anos depois disso, iniciou-se uma terrível idolatria ao seus restos mortais e às imagens que foram esculpidas em sua homenagem. Dois séculos após sua morte, por volta do ano 530, o Imperador Justiniano ficou gravemente doente e deu ordens para que se construísse, em Constantinopla, uma grandiosa igreja em honra de Cosme e Damião. A fama dos gêmeos também correu no Ocidente, a partir de Roma, por causa da basílica dedicada a eles, construída a pedido do papa Félix IV, entre 526 e 530. A solenidade de consagração da basílica ocorreu num dia 26 de setembro e assim, Cosme e Damião passaram a ser festejados, pela igreja católica, nesta data.
Os nomes de Cosme e Damião são pronunciados inúmeras vezes, todos os dias, no mundo inteiro. Até hoje, os gêmeos são cultuados em toda a Europa, especialmente na Itália, França, Espanha e Portugal. Além disso, são venerados como padroeiros dos médicos e farmacêuticos, e por causa da sua simplicidade e inocência também são invocados como protetores das crianças. Por isso, na festa dedicada a eles, é costume distribuir balas e doces para as crianças.
Aqui no Brasil, a devoção trazida pelos portugueses misturou-se com o culto aos orixás-meninos (Ibejis ou Erês) da tradição africana yorubá. Cosme e Damião, os santos mabaças ou gêmeos, são tão populares quanto Santo Antônio e São João. São amplamente festejados na Bahia e no Rio de Janeiro, onde sua festa ganha a rua e adentra aos barracões de candomblé e terreiros de umbanda, no dia 27 de setembro, quando crianças saem aos bandos, pedindo doces e esmolas em nome dos santos.
Uma característica marcante na Umbanda e no Candomblé, em relação às representações de Cosme e Damião, é que junto aos dois santos católicos aparece uma criancinha vestida igual a eles. Essa criança é chamada de Doúm ou Idowu, que personifica as crianças com idade de até sete (7) anos de idade, sendo ele o protetor das crianças nessa faixa de idade. Na festa da tradições afro, enquanto as crianças se deliciam com a iguaria consagrada, os adultos ficam em volta entoando cânticos (oríns) aos orixás.

sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Datas comemorativas na Umbanda





20/01 - Oxossi
23/04  - ogum
13/05 - Pretos-Velhos
24/06 - São João Batista ( Patrono da Falange do Oriente )- Xangô
26/07 - Nanã
15/08 – Iemanjá ( Comemora no final do ano )
27/09 - São Cosme e São Damião – Ibejis
30/09 - São Jeronimo – Xangô
02/11 - Obaluaiê -  Dia de finados
15/11 - Dia da Umbanda
04/12 - Inhaçã
08/12 - Oxum
25/12 - Oxalá

segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Médium

A mediunidade não deve ser vista com vaidade, como um poder maior concedido ao médium, mas sim como um compromisso e uma oportunidade de fazer o bem a nossos irmãos. Também não é uma forma de ganhar dinheiro, mas sim uma oportunidade valiosa para praticar a caridade.

Por Alexandre Negrini Turina

quarta-feira, 22 de agosto de 2012

O PODER DO SAL GROSSO


Quem diria, o sal grosso tem o mesmo comprimento de onda da cor violeta! Interessante!!!
Os Poderes do Sal Grosso

O sal grosso é considerado um potente purificador de ambientes. Povos
distintos usam o sal para combater o mau-olhado, e deixar a casa a salvo de
energias nefastas.

O sal é um cristal e por isso emite ondas eletromagnéticas que podem ser
medidas pelos radiestesistas. Ele tem o mesmo cumprimento de onda da cor
violeta, capaz de neutralizar os campos eletromagnéticos negativos. Visto do
microscópio o sal bruto revela que é um cristal, formado por pequenos
quadrados ou cubos achatados. As energias densas costumam se concentrar nos
cantos da casa. Por isso,*colocar um copo de água co m sal grosso ou sal de
cozinha equilibra essas forças e deixa a casa mais leve. Para uma sala média
onde não circula muita gente, um copo de água com sal em dois cantos é
suficiente. *

Em dois ou três dias já se percebe a diferença. Quando formam-se bolhas é
hora de renovar a salmoura.

A solução de água e sal também é capaz de puxar os íons positivos, isto é,
as partículas de energia elétrica da atmosfera, e reequilibrar a energia dos
ambientes. Principalmente em locais fechados, escuros ou mesmo antes de uma
tempestade, esses íons têm efeito intensificador e podem provocar tensão e
irritação.

A prática simples de purificação com água e sal deve ser feita à menor
sensação de que o ambiente está carregado, depois de brigas ou à noite no
quarto, para que o sono não seja perturbado.

Banho de sal grosso e o antigo escalda-pés (mergulhar os pés em salmoura
bem quente) têm o poder de neutralizar a eletricidade do corpo. Para quem
mora longe da praia é um ótimo jeito de relaxar e renovar as energias. Já
foi considerado o ouro branco (salmoura para conservar alimentos).

Os povos foram desenvolvendo técnicas de usar o sal, como as abaixo
descritas:

Uma pitada de sal sobre os ombros afasta a inveja.

Para espantar o mau-olhado ou evitar visitas indesejáveis, caboclos e
caipiras costumam colocar uma fileira de sal na soleira da porta ou um copo
de salmoura do lado esquerdo da entrada .

A mistura de sal com água ou álcool absorve tudo de ruim que está no ar,
ajuda a purificar e impede que a inveja, o mau-olhado e outros sentimentos
inferiores entrem na casa.'

Depois de uma festa, lavar todos os copos e pratos com sal grosso para
neutralizar a energia dos convidados, purificando a louça para o uso diário.

Tomar banho de água salgada com bicarbonato de sódio descarrega as energias
ruins e é relaxante. O único cuidado é não molhar a cabeça, pois é aí que
mora o nosso espírito e ele não deve ser neutralizado.

Na tradição africana, quando alguém se muda, as primeiras coisas a entrar na
casa são: um copo de água e outro com sal. Usam sal marinho seco, num pires
branco atrás da porta para puxar a energia negativa de quem entra. Também
tomam banho com água salgada com ervas para renovar a energia interna e a
vontade de viver.

No Japão, o sal é considerado poderoso purificador. Os japoneses mais
tradicionais jogam sal todos os dias na soleira das portas e sempre que uma
visita mal vinda vai embora. Símbolo de lealdade na luta de sumô. Os
campeões jogam sal no ringue para que a luta transcorra com lealdade.

Use esse poderoso aliado!
É barato, fácil de encontrar, e pode lhe ajudar em momentos de dificuldade e
de esgotamento energético!

*Modo de tomar o banho de sal grosso:*

Após seu banho convencional, deixe um punhado de sal grosso escorrer do
pescoço para baixo, embaixo da água da ducha. Uma opção que agrada muitas
pessoas, é colocar um punhado de sal dentro de uma meia, e repousar esta na
nuca (atrás do pescoço) debaixo da ducha. Não é aconselhável banhos
freqüentes com o sal.
De preferência para os banhos na fase da Lua Cheia, utilize velas no
banheiro, e se quiser ativar sua intuição, apague as luzes do banheiro.
*Benefícios de banhos e escalda pé com sal grosso:*

*Fisiológicos·*
Ajuda a desintoxicar o corpo e afastar os vírus· Estimula a circulação
natural para a melhoria da saúde· Ajuda a aliviar o pé do atleta, calos e
calosidades· Relaxa a tensão, dores musculares e nas articulações· Ajuda a
aliviar artrite e reumati smo· Ajuda a aliviar a dor lombar crônica

*Benefícios estéticos:*

Tira as impurezas da pele.
Alivia irritações da pele como psoríase / eczema· Alivia comichão, ardor e
picadas· Suaviza e amacia a pele· Incentiva a pele se renovar· Ajuda a curar
as cicatrizes· Restaura o equilíbrio a umidade da pele

*Ocupacional ·*

Alivia o cansaço, os pés doloridos e os músculos da perna.

Alivia a tensão nas mãos e punhos·

Ajuda a aliviar lesões no desporto Psico-física ·

Proporciona um relaxamento profundo.

Ajuda a aliviar o estresse e tensão.

segunda-feira, 6 de agosto de 2012

Encontro para Estudo de Umbanda

Quinzenalmente nos reunimos ás quintas-feiras, 20h, na Tenda para o estudo de Umbanda.

Segue calendário:

09 de agosto
23 de agosto
06 de setembro
20 de setembro
04 de outubro
18 de outubro
01 de novembro
15 de novembro
29 de novembro

ás 20 horas. Colaboração mensal de R$10,00

Seguimos a linha de Umbanda da Federação Umbandista do Grande ABC de Pai Ronaldo Linares.

Obrigada 
á direção



terça-feira, 19 de junho de 2012


Ao abraçar a fé UMBANDISTA

Eu juro solenemente

Perante "DEUS E OS ORIXÁS

Aplicar os meus dons de mediunidade somente para o bem da humanidade

Reconhecer como irmãos de sangue, os meus irmãos de crença

Praticar com amor a caridade

Respeitar as leis de "DEUS" e as dos homens, lutando sempre pela causa da JUSTIÇA E DA VERDADE

Não utilizar e nem permitir que sejam utilizados os conhecimentos adquiridos num terreiro, para prejudicar a quem quer que seja.

Ronaldo Linares



A imagem mostra médiuns do Barco 27 de Formação de Sacerdotes da Federação Umbandista do Grande ABC após a Obrigação à Oxalá fazendo o juramento (2010).
Saravá aos queridos Pretos Velhos e à nosso Pai Benedito de Aruanda!






quarta-feira, 23 de maio de 2012

DIA NACIONAL DA UMBANDA


LEI Nº 12.644, DE 16 DE MAIO DE 2012. Institui o Dia Nacional da Umbanda.

Presidência da República
Casa Civil
Subchefia para Assuntos Jurídicos

Institui o Dia Nacional da Umbanda.

A PRESIDENTA DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

Art. 1o  Fica instituído o Dia Nacional da Umbanda, que será comemorado, anualmente, em 15 de novembro.
Art. 2o  Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.

Brasília,  16  de  maio  de 2012; 191o da Independência e 124o da República.

DILMA ROUSSEFF
Anna Maria Buarque de Hollanda
Luiza Helena de Bairros
Este texto não substitui o publicado no DOU de 17.5.2012

quinta-feira, 22 de março de 2012

Inauguração do Espaço Novo





























video
video
Parabens!! A  todos pelo nossa nova casa, tenho certeza que será um espaço de muito caridade e amor.
Obrigado pela ajuda de todos os filhos da casa.
Que Oxalá abençoe e proteja a todos.